terça-feira, 24 de julho de 2007

Palacete Chavantes


Edifício com 10 pavimentos, propriedade da família do senador Peixoto Gomide, construído entre os anos de 1926 e 1930, pela firma Sampaio & Machado Engenheiros Construtores.

A bonita fachada, típica dos anos 20, está bem conservada. O pórtico de entrada representa, em alto relevo, uma colheita de café. Ao lado, sob colunas, uma figura grega representando os Atlantes, símbolos de força.

Foi dos primeiros arranha-céus de São Paulo e conserva-se na forma original. Os elevadores, de fabricação alemã, foram um dos primeiros instalados em nossa Capital. Internamente, existem portas artisticamente trabalhadas (originais), molduras ornamentais e outros detalhes da época.

Até o 4o. andar seguiu a planta: construção em quadro, com galeria interna. Com a crise de 1929, a partir do 5o. Andar, a construção seguiu apenas uma ala.

A família

O local era residência do senador da República, Francisco de Assis Peixoto Gomide, tradicional fazendeiro de café, falecido em 1905. Sua filha Gnesa casou-se com o deputado federal João Batista de Mello Peixoto, também fazendeiro de café e que fez levantar o prédio.

A nora de Gnesa, d. Maria Penteado de Mello Peixoto, era filha de Heitor Penteado, político atuante, deputado, vice-presidente do Estado, prefeito de Campinas, presidente do Banco do Estado de São Paulo, além de outros cargos.

Um comentário:

maria helena cadamuro disse...

Chavantes é a cidade onde Dr. João Baptista de Mello Peixoto, marido de Gneza, foi o primeiro prefeito em 1923. Sua fazenda continua pelos seus descendentes.
Maria Helena Cadamuro
Museu Histórico de Chavantes